Dia D de mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti reúne população no Becco do Cotovelo. - CONEXÃO NOTÍCIA - Wellington Marques

Últimas

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Dia D de mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti reúne população no Becco do Cotovelo.

                                                                                                                    A Prefeitura de Sobral realizou, na última sexta-feira (30/11), no Becco do Cotovelo, o Dia D de mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti. A programação foi composta por atividades educativas sobre prevenção de focos do mosquito; exposição do laboratório entomológico itinerante, para mostrar aos participantes os ciclos de vida do mosquito; teatro de bonecos, com o Grupo de Trabalho de Arte e Educação Popular da Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia; práticas corporais com a equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF); e distribuição de mudas.
“Estamos trabalhando para manter o Índice de Infestação Predial [IPP] baixo, inferior a 1%, como preconiza o Ministério da Saúde. Atualmente Sobral está com o IPP de 0,36%. Temos um trabalho de rotina no combate ao mosquito e consideramos importante a realização de ações de mobilização da população, para conscientizar as pessoas sobre o seu papel no combate ao mosquito”, afirmou Gerardo Cristino, secretário da Saúde de Sobral.
No laboratório entomológico itinerante montado Becco do Cotovelo, a população pode observar, por meio de uma lupa estereoscópica, as fases do mosquito Aedes aegypti e receber orientação sobre como se prevenir e combater a dengue, zika e chikungunya. Durante o evento, os Agentes de Combate as Endemias (ACE) e a equipe da Vigilância Sanitária (VISA) distribuíram materiais educativos para conscientizar as pessoas sobre os cuidados com os criadouros do mosquito.
De janeiro a novembro de 2018, o município de Sobral registou um caso de dengue, dois casos de chikungunya e nenhum caso de zika vírus, totalizando apenas três casos de doenças causadas pelo mosquito. Em relação a 2017 houve uma redução de 99% nos casos confirmados de arboviroses.
“É importante destacar que diariamente os Agentes de Combate as Endemias realizam inspeções nos imóveis, realizando o controle químico dos depósitos e orientando os moradores que mantenham seus quintais sempre limpos, caixas d’água bem tampadas, acondicionar bem o lixo doméstico e colocar para fora sempre, no dia e horário da coleta, e por fim ter a responsabilidade de uma vez por semana realizar uma inspeção minuciosa em suas residências, de forma a evitar reservatórios que acumulem água”, disse Amanda Albuquerque, gerente da Unidade de Vigilância de Zoonoses.
O evento contou com a participação de populares e de comerciantes, que receberam as equipes de educação em saúde e foram orientados a evitar recipientes que acumulem água, especialmente no início da quadra invernosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas