Filho de candidato a vice de Marina declara apoio a Ciro Gomes - CONEXÃO NOTÍCIA - Wellington Marques

Últimas

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Filho de candidato a vice de Marina declara apoio a Ciro Gomes

                                                                                                                   O filho de Eduardo Jorge (PV), candidato a vice-presidente na chapa da candidata da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, declarou, nessa quarta-feira, 3, apoio à candidatura de Ciro Gomes (PDT).
Em sua foto de perfil do Facebook, Alexandre Duarte acrescentou os dizeres “Ciro 12” sobre a faixa que antes dizia “Presidente Marina Silva 18”, que havia sido colocada em 6 de setembro. Com a mudança, só o nome de Ciro ficou visível.
Eduardo Jorge confirmou ao Jornal Folha de São Paulo que o filho “mudou de voto” e não apoia mais a chapa do pai. A sobreposição das imagens foi entendida por usuários da rede social como uma defesa da união das duas candidaturas. “Que bom! Agora quando Marina e papai vão declarar apoio ao Cirão? Precisamos, Ale! Ajuda!”, escreveu um deles.
“Hahahaha calma galera… essa é só a minha vontade!”, respondeu Alexandre na publicação, que tem acesso aberto e recebeu reações de apoio e surpresa. O Partido Verde, via assessoria, disse que o filho caçula de Eduardo Jorge “é um cidadão livre” e lembrou que, em sua prole, Marina ainda tem a maioria dos votos.
“Sobre a mudança de voto de meu filho mais novo, ele é um cidadão livre. Como são seis filhos, continuamos com 83% dos votos. Estamos ganhando no primeiro turno!”, brincou Eduardo. O vice informou ainda estar reunido com Marina na noite desta quarta para conversar sobre o debate desta quinta-feira, 4, na TV Globo.
A campanha da ex-senadora da Rede nega que haja qualquer movimento de união entre as candidaturas e diz que é possível reverter a queda nas pesquisas — de 16% para 4% das intenções de voto.
Já Ciro, em terceiro lugar nas pesquisas, tem pregado o voto útil em sua candidatura se colocando como a terceira via entre PT e Jair Bolsonaro (PSL). Nesta quarta, o pedetista disse que aceitaria o apoio de Marina e de Geraldo Alckmin (PSDB), caso os dois quisessem se juntar a ele.
Com informações do Jornal O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas