750 mil eleitores do CE precisam atualizar título até quinta-feira - CONEXÃO NOTÍCIA - Wellington Marques

Últimas

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 25 de setembro de 2018

750 mil eleitores do CE precisam atualizar título até quinta-feira

                                                                                                              Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. No Ceará o documento de 753.344 eleitores está desatualizado, sendo necessário ligar para o serviço de atendimento do TRE, pelo número 148, para saber o local de votação e só então se dirigir ao Cartório Eleitoral.
A desatualização se deve à mudança nas zonas eleitorais realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), que extinguiu 18 zonas eleitorais do interior e remanejou quatro para Fortaleza. A medida impactou eleitores de 29 municípios cearenses que tiveram os números da zona e da seção alterados. As mudanças podem ocasionar dificuldade para solicitar a segunda via do título.
Como o título não é o único documento aceito para votar nas eleições de outubro, mesmo estando com o título desatualizado, se souber para qual seção foi remanejado, o eleitor pode votar com documento oficial com foto, como a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou passaporte.

Segunda Via

Para solicitar a segunda via do título, o eleitor deve estar em dia com a Justiça Eleitoral, ou seja, não poderá ter débitos pendentes, como multas por ter deixado de votar ou a faltas se convocado para trabalhos eleitorais, como o de mesário. As multas podem ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) emitida pelo cartório eleitoral e variam de R$ 1 a R$ 35,14.

e-Título

Eleitores que estiverem com a situação regular também podem optar pela versão digital do título de eleitor. O aplicativo encontra-se disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets. Ele apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, o eleitor só precisa inserir seus dados pessoais.
O aplicativo também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.
O eleitor que já tem o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais), a versão do e-Título virá acompanhada de sua foto, o que facilita a identificação na hora do voto. Caso contrário, o eleitor deverá levar documento oficial com foto no dia da votação.
Pelo aplicativo é possível saber o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, até sua seção eleitoral. Além disso, ele também oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.
Com informação do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas