Cearense aprovado em Oxford é destaque mundial e faz campanha para manter estudos - CONEXÃO NOTÍCIA - Wellington Marques

Últimas

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Cearense aprovado em Oxford é destaque mundial e faz campanha para manter estudos



O estudante cearense Victor Almeida foi aprovado para estudar na Universidade de Oxford, no Reino Unido. Agora, ele precisa de ajuda financeira para realizar o sonho de se graduar em uma das melhores universidade do mundo. A conquista não surgiu pelo acaso, Victor é o primeiro cearense a ganhar uma medalha de ouro em uma olimpíada mundial.

Há uma semana, ele iniciou campanha nas redes sociais para arrecadar o montante de R$ 235 mil para custear os estudos. Victor foi aprovado para cursar Física em Oxford, mas não terá ajuda financeira da instituição.

A família de Victor também não tem condições suficientes para arcar com as despesas, segundo o jovem. O pedido público de ajuda só começou após o jovem buscar apoio, sem sucesso, nos últimos três meses, em instituições públicas e privadas.

“Minha família tem uma renda muito limitada, pois temos altos gastos com o tratamento do meu irmão caçula que tem transtorno do espectro autista e diversos problemas alimentares. Sem ajuda externa, eu infelizmente não terei a oportunidade de estudar na universidade que tanto me esforcei para ser aprovado”, pontua Victor.

Os custos envolvem a mensalidade e a residência na universidade, cerca de 33 mil libras (uma média R$ 168 mil por todo o curso), e custo de vida de cerca de 12 mil libras por ano.
Estudos

Victor tem apenas 18 anos e um futuro promissor. Em 2017, ele participou das Olimpíadas Europeia e Mundial de Física, conquistando, respectivamente, medalha de prata e de ouro. A conquista o tornou o primeiro estudante do Norte/Nordeste a conseguir uma medalha de ouro em uma olimpíadas mundial.

A paixão pela Física ganhou força quando ele cursava o 9° ano e começou a estudar a disciplina por conta própria. Em uma semana, ele completou o conteúdo do ano letivo. Três meses depois, ele havia respondido todos os livros do ensino médio.

Victor é ligado ao projeto Mais Educação, no qual se compromete a devolver, ao longo de sua trajetória acadêmica, todo o investimento financeiro que recebeu, ajudando outros garotos em situações financeiras parecidas com a dele. O jovem também integra outros projetos que oferecem aulas gratuitas no Brasil.

As doações podem ser feitas em qualquer valor. Para ajudar, basta acessar o site da campanha.

Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas